HISTÓRIA

Breve relato da história da empresa

Fundada em 1915, por Antonio Marques e Francisco Barbosa, em Carangola/MG, com a mesma denominação atual -Barbosa & Marques- a empresa começou com uma fábrica de sabão e com aquela que seria sua maior atividade nos primeiros anos de vida: o comercio por atacado e representações comerciais. Em 1917, Antonio Marques comprou as cotas do então sócio Barbosa mas, mesmo detentor de 100% do capital, manteve Barbosa no nome da empresa.

Ao longo de 100 anos a empresa passou por muitas mudanças atuando em muitas e diferentes atividades ao mesmo tempo, entrando e saindo de atividades diversas e alterando também sua atividade principal ao longo do tempo. Por exemplo, foram importantes dentro do negócio e deixaram de existir: atacado e representações; compra, beneficiamento, comercio e exportação de café; refinação de açúcar; produção de glicerina; torrefação de café; fabrica de macarrão e suinocultura que chegou a ser a segunda maior do estado. As atividades mais importantes foram, em ordem cronológica, primeiro o comercio atacadista, depois a compra e exportação de café, depois o somatório das indústrias, e por ultimo a indústria de laticínios.

A indústria de laticínios começou em 1934 com a sociedade numa pequena fábrica de manteiga, marca Paiva, chegando a empresa a ser a maior fabricante de manteiga do Brasil. Nos anos 40 foi lançada a marca Regina nos queijos.

No início dos anos 50 começou uma arrancada de investimentos no setor de laticínio com grande crescimento na captação de leite e na sua industrialização, agora com ênfase nos queijos que, nos anos 60, superou a manteiga em importância dentro da empresa. Nos anos 70 houve diversificação dos tipos de queijos fabricados e grande foco na qualidade e seu controle muito rigoroso.

Nos anos 80 a empresa implantou modernização e mecanização das fábricas, iniciou a produção de leite pasteurizado e depois de leite UHT e lançou também creme de leite e bebidas lácteas. Nos anos 90 foi pioneira na implantação de resfriamento de leite nas fazendas no estado de Minas Gerais. Nos anos 2000 passou a produzir soro em pó e leite em pó; e leite condensado. Regina é a segunda marca de queijo mais antiga do país e Leite Total a segunda mais antiga de leite UHT.

Aos poucos a companhia deixou de ter atividades diversas para se concentrar e diversificar dentro da área de laticínios tornando-se uma das indústrias de lácteos mais diversificadas do país produzindo mais que 40 produtos diferentes. Chegou a manter 3.000 empregados e atualmente mantém 550 empregos diretos e 400 indiretos em duas unidades fabris e filiais de vendas.

Barbosa & Marques é uma empresa de família. Já tendo completado 100 anos de vida segue controlada pela família e sempre foi dirigida por herdeiros diretos do Fundador, fato raro no Brasil e mundo afora. Teve no seu comando genro, filho, neto e bisneto do Fundador. Atualmente é dirigida por um dos membros da 4ª geração.

As duas fábricas da empresa contam com grandes estações para tratamento de 100% de seus efluentes o que garante que nenhum dano ao meio ambiente ou desrespeito à legislação é cometido. As duas fábricas são licenciadas pela FEAM órgão do estado responsável pela proteção e conservação ambiental.

Foi a primeira empresa de laticínios de Minas Gerais a obter a certificação de Boas Práticas Ambientais conferida pela FIEMG em 2004. Foi premiada na “Semana de Meio Ambiente 2005” pelo excelente resultado obtido em reciclagem e reutilização de insumos. A empresa está homologada para exportar, vale dizer, atende às enormes exigências do Ministério da Agricultura e de vários paises.

Já tendo ultrapassado 100 anos de vida a Barbosa & Marques segue inovando e em permanente modernização de seus processos, equipamentos e fábricas e cada vez mais exigente com a qualidade de seus produtos para bem atender seus fieis consumidores e em busca dos novos consumidores para as marcas Regina, Zero e Total.

 

FUNDADORES

Antonio Marques

Em 1915, ao lado de Francisco Alves Barbosa, fundou na cidade de Carangola, Minas Gerais, a Barbosa e Marques, com capital de 20 contos de reis, $10 de cada sócio. Nos anos seguintes expande os negócios de forma impressionante chegando a $ 200 contos em 5 anos e $ 1.000 contos, 50 vezes mais, em apenas 15 anos. Na década de 30 a empresa entra como sócia na pequena e rudimentar fábrica de Manteiga Paiva. Era o começo da indústria de laticínio. Em 1934, ainda vivo, por motivo de saúde, Antonio Marques, o Fundador, deixa a empresa nas mãos do genro José Esteves.

Francisco Barbosa

Ele foi o sócio de Antonio Marques na fundação da firma. Dois anos depois, em 1917, deixou a sociedade vendendo sua participação de $10 contos e recebendo mais de $ 18 contos. Mudou-se para Juiz de Fora onde foi explorar negócio de fabricação de sabão.